19/12/2018 às 11h27min - Atualizada em 19/12/2018 às 11h27min

Alemã dá a primeira entrevista após grave acidente em Macau: "Para mim não foi tão horrível"

Ao canal australiano de TV 7 News Sydney, Sophia Floersch afirma que estava consciente durante todo o acidente na Copa do Mundo de F3. Ela quer retornar às pistas em março

g1.com.br


No último dia 18 de novembro, a alemã Sophia Floersh, de apenas 17 anos de idade, foi protagonista de um dos mais horrendos acidentes já vistos no automobilismo. Durante a tradicional Copa do Mundo de F3 em Macau, ela atingiu um adversário que freou cedo, perdeu o controle do carro, decolando para atingir um local reservado aos fotógrafos. Após ser operada de uma fratura na sétima vértebra cervical, a piloto já se recupera em seu país natal e deu a primeira entrevista após o acidente.


- Está melhorando a cada dia. Aconteceu muito rápido e eu não percebi. Não parecia que estava decolando. Só esperei pela parede chegar e parar. Eu lembro de todo o acidente, estava consciente. Em um carro de Fórmula você não tem a luz do freio, então você não sabe quando alguém freia. Fui para a ultrapassagem e nesse momento ele freou e eu perdi as minhas rodas no lado esquerdo. Então, desse momento em diante, o piloto não tem nenhum controle - disse em entrevista ao canal australiano "7 News Sydney".



As imagens do acidente correram o mundo e chocaram pela violência e velocidade com a qual o carro de Floersch atinge a área dos fotógrafos. Entretanto, para a própria piloto, o choque não pareceu tão horrível como quando visto através do vídeo.

- A parte do "voo" pareceu diferente de dentro do carro, então para mim o acidente não foi tão horrível como o vídeo sugere. Meu primeiro pensamento foi: "tenho algo nos meus olhos". Isso porque o extintor de incêndio disparou. Fiquei chocada (quando viu o vídeo do acidente). Mesmo se assistir agora, não parece que sou eu no vídeo. Toda a parte do voo acontece tão rápido que você não tem a mesma sensação. O vídeo é horrível, mas é legal saber que três semanas e meia depois eu estou aqui e posso fazer quase qualquer coisa.

 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Qual melhor candidato?

53.3%
29.0%
17.8%